Últimos dias no Equador!

Chegamos a Quito e fomos procurar um hotel no bairro Mariscal, lá paramos em várias hospedagens, mas todas com preços salgados para nós, então saindo de uma que tinha preço legal, mas não tinha garagem veio uma senhora gritando de dentro de um táxi que tinha um hotel com tudo (menos café da manhã), fomos seguindo o carro e então chegamos. Pareceu-nos a primeira vista bem localizado e as acomodações de fato eram boas e o preço também, acabamos ficando por ali mesmo.

Riqueza arquitetônica religiosa!
Riqueza arquitetônica religiosa!

Dia seguinte fomos passear pelo centro histórico, e gostamos bastante, durante a noite já tínhamos decidido a não ficar andando a pé pelas redondezas, pois na noite anterior descobrimos que a rua do hotel era ponto de prostituição, além de ser muito deserta.

Estávamos dormindo quando mais precisamente no meio da madrugada, alguém começou a tocar a campainha do hotel incansavelmente, de repente começou uma gritaria, “vou chamar a polícia, você não sabe quem eu sou”, era a voz de uma mulher que não sabíamos se estava dentro ou fora, mas logo em seguida começamos a escutar passos pelas escadas e a mulher gritando, pensei algo muito estranho está acontecendo fiquei com os olhos abertos sem consegui dormir quase toda a noite e estávamos já decididos a ir embora tão logo o dia clareasse. Levantamos e vimos que na garagem tinha um carro atrás do nosso e pedimos que em quanto fôssemos tomar café o tirassem para que pudéssemos sair. Quando voltamos, o carro continuava lá e para nossa alegria a recepcionista veio dizendo que o proprietário tinha saído e voltaria duas horas, e que não tinha deixado a chave. Desculpem-nos, mas ficar puto foi pouco, a mulher não tinha o que fazer e nós menos ainda, depois de quase quatro horas esperando, eis que aparece um casal de meia idade e lá vai o “sem noção” tirar o carro, e se vocês acham que ele veio se desculpar, imagine, ele devia achar que era normal e que estava correto. Por fim, fomos embora dali e podemos dizer que Quito pode ser interessante, mas não foi nosso melhor lugar neste país, mas estamos passeando e logo que pegamos a estrada os ânimos já tinham se acalmado. Ah, e quanto ao episódio no mínimo esquisito da noite anterior, ninguém sabia dizer o que se passou, suspeito!

Andamos alguns quilômetros e chegamos ao Monumento la Mitad del Mundo. Tínhamos chegado à Linha do Equador que separa os dois hemisférios e com um passo já estávamos no Norte. Para conhecer o local tem que pagar U$2,00 cada um, inclusive para o carro, já no estacionamento tivemos a surpresa de ver dois carros brasileiros que seguem para o Alaska, procuramos o pessoal dentro do parque, mas não encontramos, deixamos um cartão e quando voltamos eles também tinham deixado um recado no Troller para nós. Dali fomos para o Museu de Sítio Intiñan onde foi medido por GPS a localização exata da latitude 0° 0’ 00” e é onde se fazem os experimentos da água, do ovo em cima da cabeça de um prego, dentre outros, muito interessante valeu a pena.

Ovo equilibrado!
Ovo equilibrado!

Hora seguir viagem para nossa última cidade no Equador, Otavalo, uma cidade pequena com um mercado de artesanato muito famoso. Aqui também conseguimos resolver os pequenos probleminhas que estávamos tendo com o carro, acertamos o limpador do lado do carona, arrumamos a buzina e acrescentamos outra que parece da barca de Niterói, e o rádio que de uma hora para a outra tinha parado de funcionar agora está ok.

Fomos extremamente bem recebidos e foi até agora o país com melhor custo benefício. O Equador apesar de seu tamanho nos encantou e certamente é um país que voltaremos a visitar e esperamos na próxima vez incluir as Ilhas de Galápagos porque desta vez o orçamento está justo!

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Marina disse:

    Chegaram a metade do mundo! Que legal! Parabéns!!!
    Conhecemos um cara que está indo de moto até o Alaska. É o Adriano, de Ilhabela.
    Ele já está na Colômbia e está fazendo seu trajeto “comendo asfalto” (saiu dia 01 de junho).
    Continuem tendo boa viagem!
    bjo, Marina

  2. Rodrigo Martins disse:

    Fala dupla,

    Espero que quando vcs forem visitar as Ilhas de Galápagos eu possa fazer essa viagem com vcs.

    Continuo acompanhando a aventura, grande abraço T+

    1. expedicaoih disse:

      Fala querido,

      Bora! Vamos tentar ir na volta pela América Central e aí te avisamos, seria ótimo ter a sua companhia.

      Grande abraço1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s