Últimos dias em Chiapas!

Depois da calmaria dos dias que passamos na selva voltamos à agitação das cidades, e infelizmente chegamos à Palenque justamente na sexta-feira santa. Rodamos muito procurando um lugar para dormirmos, até que resolvemos seguir em direção à zona arqueológica e conseguimos um camping. O lugar era muito agradável, mas foi uma noite quente e cheia de mosquitos!

Apesar do ponto turístico mais importante de Palenque ser a zona arqueológica de mesmo nome, nós preferimos deixar para conhecê-la somente no domingo, mesmo porque a informação que nos deram quando estivemos em El Tajín é que aos domingos a entrada era gratuita, enquanto isto aproveitamos os dois dias para visitarmos talvez o lugar mais famoso e mencionado nos guias de Chiapas, Água Azul.

O caminho entre Água Azul e Palenque é justamente a região de maior atuação dos zapatistas, e conforme já tínhamos sido informados durante os feriados e férias eles controlavam esta estrada cobrando “pedágios” inapropriados para manterem o movimento. Homens e mulheres colocam pinos nas pistas nos pontos de paradas e também correntes e cordas para pararem os veículos, tivemos sorte porque no dia em que fizemos parte deste trajeto não tinham colocado os pinos, apenas uma mulher de cada lado da pista puxava uma corda enquanto uma criança vinha pedindo dinheiro. Não estamos de acordo em dar dinheiro por algo que não temos total conhecimento das ações, claro que não arriscaríamos nossa segurança, mas como parecia que estas pessoas que insistiam em pedir dinheiro estavam apenas dando continuidade e aproveitando que há uns dias atrás grupos grandes faziam isto, resolvemos não parar em nenhum deles.

Embora o destino fosse Água Azul não poderíamos deixar de parar na Cascata de Misol-ha assim como apreciar a mojarra frita, um peixe regional de água doce delicioso. Gostamos muito de lá e seria ótimo se tivessem vagas para passarmos uma noite escutando a cachoeira, mas estava lotado assim como a cidade de Palenque, enfim, quando saímos já era final de tarde e tivemos que seguir sem mais paradas.

Mojarra frita, uma das muitas delicias e especialidades de Chiapas!
Misol-ha, um deslumbre de cascata!
Misol-ha, descobrindo as belezas naturais de Chiapas!

É claro que depois de escutarmos tanto sobre Água Azul e de vermos tantas fotos lindas deste lugar estávamos ansiosos em conhecê-lo, depois de descer parte da serra ziguezagueando chegamos lá! Quanto ao nome acho que dispensa explicações, é realmente azul, porém uma coisa não nos agradou, a bagunça, a sujeira e a desorganização do local, não sabemos se por ser semana santa, mas às margens das águas onde uma multidão de banhava haviam centenas de tendas de comidas, artesanatos e muitas outras coisas. O camping não tem nenhuma estrutura e o banheiro lá dentro cobrava a parte. Esperávamos um lugar mais silencioso, um maior contato com a natureza e respeito também, claro que era uma boa oportunidade para eles ganharem a vida, mas faltou organização para que o local fosse mais agradável aos olhos e aos ouvidos.

Agua Azul, é de tirar o fôlego!
Final de tarde contemplando as águas claras deste paraíso!

Caminhamos rio acima e conseguimos um lugar mais tranquilo e foi irresistível ficar ali parado sem entrar naquelas águas tão claras!

Ficamos ali contemplando mais um pouco a beleza do lugar e então regressamos para Palenque para no dia seguinte visitarmos a zona arqueológica.

Suados e cansados, mas extremamente felizes!

Saímos cedo para a zona arqueológica e ao chegarmos à bilheteria fomos informados que aos domingos era grátis somente para mexicanos ou residentes com comprovante, mencionamos que em El Tajín nos deixaram entrar e disseram que lá aos domingos era aberto para todos, mas somente lá. Foi realmente desapontador, não somente porque teríamos que pagar mais como também porque aos domingos fica insuportável de cheio já que todos os mexicanos aguardam este dia, mas já estávamos lá e não víamos razão para esperarmos mais um dia.

Palenque tem um museu muito interessante assim como toda a arquitetura maia de sua zona arqueológica, tem razões de sobra para ser tão visitada, as estruturas que mais nos impressionaram foram o Palácio e o Templo das Inscrições, mas todo o conjunto é fantástico, embora nós ainda fiquemos como a mais bela de todas as zonas arqueológicas Yaxchilan na Lacandonia.

Incensario maya usado nos rituais!
El Palacio!
Aperto para visitar as edificações!
Caminho pelo corredores do Palácio!
Um pouquinho do encanto de Palenque e da selva!

Ficamos em Chiapas por quase um mês e ainda sim poderíamos ter ficado mais tempo e conhecido ainda mais lugares fascinantes, mas estamos satisfeitos com tudo que vimos e felizes por termos passado um bom tempo em meio a tantas belezas naturais e diversas riquezas culturais, Chiapas é um paraíso ao alcance dos homens e que esperamos seja bem tratado e preservado, que as águas claras deste estado perdurem para outras gerações desfrutarem com a mesma alegria que nós!

Agora nosso destino era o mar, ficamos um bom tempo longe das águas salgadas e estávamos curiosos para ver de perto a costa do Golfo e o estado de Yucatán!

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. Fazia tempo q eu nao recebia noticias, achei que vcs tinha chegado. Puts a história dos pinos na estrada foi punk se estivessem ali heim? Já estão preparando o livro? Muitas emoções heim?

  2. Rodrigo Martins disse:

    Continuo acompanhando a aventura, as historias são maravilhosas e as fotos sem palavras para descrever. Grande abraço.

  3. camilla disse:

    Oi achei o blog por acaso, porque estou aqui no mexico indo pra agua azul, vcs lembram sobre o camping? quanto era? camillafotografias@gmail.com, toda informacao que vcs puderem dar eh valida graciasss!!!

    1. expedicaoih disse:

      Oi Camilla, nós não acampamos dentro de Agua Azul, mas te mandamos por e-mail alguns lugares e links com dicas de Chiapas, qualquer coisa é só falar!
      Abraços e uma ótima viagem!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s