Para o norte e para o leste!

As duas semanas que passamos em Isla Mujeres pensamos muito sobre nossa viagem, os lugares que já tínhamos visitado, as novas amizades, os perrengues, e um desejo que surgiu quando já estávamos nas estradas voltou a martelar em nossas cabeça: IR PARA O VELHO CONTINENTE! Não que África, Ásia ou Oceania estivessem fora de nossos planos, mas sempre nos atraiu a ideia de ir do novo para o velho e vice-versa. Duas coisas nos preocupavam bastante no momento, a primeira era nosso orçamento e a segunda o envio do carro que poderíamos fazer desde o Panamá ou Estados Unidos. A opção de enviar o carro do Panamá, de acordo com as informações que tínhamos, é que seria extremamente mais caro e burocrático, já enviar dos Estados Unidos representaria voltar para o norte.

Tomamos a decisão quando recebemos a resposta de que teríamos um emprego de veraneio nos Estados Unidos num lugar bem improvável a princípio. Foi realmente de peito aberto que tomamos a decisão de regressar quase 5.000km numa viagem que levou 10 dias seguindo pela costa do Golfo do México, uma decisão também tomada com muito cuidado e receio uma vez que esta região sofreu muito com as ações do narcotráfico e ainda deixava dúvidas a respeito da segurança.

O trecho que seguimos desde Cancun até a fronteira de Matamorros foi extremamente cansativo. Depois de visitarmos o sítio arqueológico La Venta o vidro do carona parou de funcionar assim como o ar condicionado, fazia um calor de mais de 35°C e nós dois ali dentro do Troller suando muito (lembrando que desde o Canadá o motor do vidro do motorista deu problema e não o encontramos para substituir), bem, o jeito foi seguir e tentar em Veracruz encontrar um mecânico que desse pelo menos um “jeitinho”, e conseguimos bem mais do que isto! Em uma oficina perto do hotel conhecemos um senhor que arrumou uma peça bem similar (não todo o motor) e conseguiu fazer não só o vidro do carona, mas como também o do motorista funcionar, além disto, conseguimos um novo vidro para a porta do motorista, e sanamos o problema do ar condicionado. Finalmente depois de dois parados conseguimos ir até Victoria, nossa última cidade no México e onde novamente o velho problema da fumaça branca e perda de água voltaram a acontecer. Daquele jeito seria impossível chegar até a fronteira e ficar ali no meio do deserto para esperar peças estava fora dos planos, a solução imediata foi utilizar novamente o selante que já tínhamos usado perto de Washington e que mais uma vez funcionou como o esperado. Chegamos a Matamorros e passamos pela fronteira sem demoras e aborrecimentos, e os 400 dólares que havíamos pagado na entrada pela Baja Califórnia foram devolvidos diretamente para o nosso cartão de crédito.

Já no lado norte-americano vistoriaram nosso carro com cães e nos liberaram também sem demoras ou dores de cabeça. Finalmente estávamos seguindo para o norte com tudo funcionando, com exceção é claro dos nossos cartões de débito que estavam bloqueados desde a clonagem perto da Cidade do México. No meio do caminho tivemos que realizar um saque de emergência dentro de uma agência do Citibank no Texas e o que deveria ser uma simples movimentação tomou-nos mais de três horas, mas foi justamente neste dia que descobrimos que o dinheiro roubado no México tinha sido devolvido para nossa conta, agora faltava ter em mãos os novos cartões de débito!

Chegamos a Wisconsin Dells e reencontramos o amigo Carlos, o mesmo que há quase um ano atrás após ver nosso carro estacionado no Mount Rushmore entrou em contato conosco por e-mail nos convidando para passar por Dells ir então nos conhecermos pessoalmente, e que nos recebeu novamente tão bem como um velho amigo.

Com Carlos Henrique em Wisconsin Dells!

Wisconsin Dells é bem pacata fora do verão, cheia de lagos e campos verdes, o que graciosamente vai mudando de acordo com a chegada do outono. Nos quatro meses e meio que ficamos neste povoado, fizemos novas amizades e desfrutamos dos parques aquáticos, mas também sentimos muita falta das estradas e de estar em movimento. No final do verão estávamos muito cansados ao mesmo tempo em que tomamos fôlego para a segunda etapa.

Wo-zha-Wa Parade em Dells!
Wo-zha-Wa Parade em Dells!
Wo-zha-Wa Parade em Dells!
Encontro de carros em Dells!
Nosso cantinho em Dells!
Visitando o Milwaukee Art Museum do arquiteto espanhol Calatrava!
Uma tarde de puro Ho-Chunck – a cultura indígena de Dells!
A turma do verão de 2012 em Dells!
Aniversário do Leo em Dells!
O outono hipnotizante no Mirror Lake – Dells!
Um encontro inesquecível com os amigos viajantes Mauro e Marina do Projeto Anima!

Setembro acabou e nós já tínhamos um barco para enviar o Troller, nos despedimos de Dells e seguimos para Baltimore. Paramos em poucos lugares para visitar, isto porque o mal tempo não colaborou e em pleno início de outubro estava nevando em West Virginia, uma mistura de branco e os tons do outono que nunca tínhamos visto.

Indianápolis Motor Speed!
Hapers Ferry em West Virginia!
Hapers Ferry – West Virginia!

Optamos desta vez em enviar o carro pelo RoRo, que nada mais é que um navio cargueiro onde ao invés do carro ir dentro de um container ele vai estacionado. Como sempre esta parte é sempre desagradável, todos os portos têm as suas normas e isto muda com uma constância inacreditável. Ao verem o Troller queriam praticamente desmontá-lo, tirar os móveis, a barraca e nos cobrar U$1700,00 a mais por isto, se leva um tempo até explicar que é uma adaptação do carro, porém que tudo está devidamente fixado, como ninguém lá sabia ao certo se isto era permitido ou não levou um tempo até dizerem que sim, poderíamos deixar as coisas como estavam, mas os pertences teriam todos que ser retirado. Existem muitos caso de roubos de pertences pessoais de carros que utilizam RoRo, sempre soubemos do risco, mas tirar “tudo” como eles queriam era demais para nós, onde levaríamos panelas, fogão, colheres, barraca de chão? A solução que nos deram foi colocar tudo dentro de uma caixa e nos cobrar outros U$500,00. Um detalhe importante, só se entra no porto de Baltimore com uma pessoa autorizada, e este serviço é cobrado por hora – U$45,00, como nossa situação parecia ser algo raro por ali, um simples serviço que normalmente levaria no máximo uma hora levou três. Por fim, compramos duas malas no Wal-Mart por menos de R$50,00 voltamos ao porto no dia seguinte e pegamos o que tinha de mais valor, roupas (embora já tivéssemos separado as que levaríamos, mas por segurança e por não pesar retiramos todas) e livros, no final das contas eles deixaram o restante ficar no carro, daí se percebe como gostam de complicar a vida das pessoas poderiam ter nos permitido deixar tudo no dia anterior e ter simplificado tudo.

Por uma grande sorte conseguimos comprar nossa passagem aérea com pontos do cartão de crédito então voamos para Barcelona dia 15 de setembro para esperarmos o carro que chegará dia 31 de outubro (hoje, rs). A viagem de Baltimore para Barcelona correu tranquilamente, e a recepção no aeroporto daqui foi a melhor de todas, apenas carimbaram nossos passaportes sem ao menos nos fazerem uma pergunta.

No momento desfrutamos de Barcelona e da companhia de bons amigos enquanto preparamos tudo para retirarmos o carro no porto, o que contamos fazer sexta-feira. Temos pensado no roteiro e em algumas aquisições e modificações, além é claro de deixar o nosso carro novamente 100%, afinal de contas com 90.000km rodados ele mais que merece!

Ainda estamos amadurecendo as ideias, de modo que não temos planos. Os detalhes da chegada do carro, o início da viagem pela Europa, nossa temporada em Barcelona, as primeiras impressões e papeladas deixamos para o próximo post!

Anúncios

10 comentários Adicione o seu

  1. Marina disse:

    Tentei lembrar de uma frase melhor, mas a batida ” Quem nao arrisca, nao petisca” cabe bem para vocês. Foi um prazer enorme conhece-los pessoalmente em Dells! Esticar a viagem até a Europa com carro e cuia foi uma decisao fantástica e com certeza, continuarão a colher bons frutos pois as sementes sao boas. Claro, com alguns perrengues para ter mais causos para contar, mas conseguindo se desvilhar numa boa. O troller vai chegar bem, mas com um pouquinho de saudades de vcs e das estradas. Continuem fazendo uma ‘otima viagem e estamos com vcs! Beijos, MM

    1. expedicaoih disse:

      Queridos obrigado pelo apoio, nosso encontro iria acontecer mais cedo ou mais tarde 🙂
      Também estamos com vcs acompanhando suas andanças pelas Américas!
      Beijos,
      Dani e Leo

  2. Rodrigo Martins disse:

    Que viajem é essa meu irmão? Continuo na torcida para dar tudo certo. Um grande abraço.

  3. Rus disse:

    Fantastique. Leo, Dani.

  4. Diogo Craveiro disse:

    Leo e Dani, estou muito feliz que voces realmente decidiram seguir viagem para velho e novo continente como mesmo disse rs! E otimo saber que esta tudo okay e bem por ai!!! Foi um prazer demais conhecer voces ai pelo mundao! Continue mandando noticias! Vou continuar acompanhando voces por aqui e pelo facebook tambem! Aproveitem e desfrutem da nova aventura haha
    Grande abraco pra voces dois, a gente se ve!!!

    1. expedicaoih disse:

      Wisconsin nos possibilitou conhecer muita gente legal, incluindo um menino “maluquinho”, rsrs!
      Abraços e pode deixar que vamos mandando notícias!

  5. Leonor Capeluto disse:

    Dani e Leo, simplesmente o MÁXIMO!!! adoro ler suas histórias, viajo com vcs; rrrssss …well let’s go to Europe now!!

    boa sorte !! e enjoy it o melhor que puderem. bks
    Leonor

    1. expedicaoih disse:

      Oi Leonor, tudo bem?
      No último post acabei te respondendo qual era o novo rumo, rs, agora falta um pouco mais de chão do que antes!
      Obrigado e um grande beijo para você.
      Dani

  6. Shaun Stoltz disse:

    It was such a honor to meet to people that were so in love with the photography and traveling. Thank you for a summer full of experiences that will last a life time!! LEO and DANI good luck in all your travels and health!! Hope to see you again sometime!!

    1. expedicaoih disse:

      Shaun was our pleasure to meet you, The summer in Dells was a great new experience in our lives.
      We had great and fun time, we hope see you again.
      Big hug and thanks for everything!

      Leo and Dani

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s